logo-oftalmo2

 

 

 

 

Diagnose

A Oftalmopar possui modernos equipamentos para realização de exames oftalmológicos e complemento para diagnóstico.

Lentes

Gelatinosa e Rígida.

Cirurgias

Catarata, Cirurgias à Laser, Glaucoma, Retina, Óculo Plástica e Estrabismo.

Consultas

Avaliação clínica inclui: histórico do problema, avaliação da acuidade visual, refração, verificação da pressão intra ocular e exame de fundo de olho.

 

cirurgiasCatarata

O tratamento é exclusivamente cirúrgico, não havendo até o momento possibilidade de cura por meio de medicamentos. A cirurgia consiste em extrair o cristalino opacificado, substituindo-o por uma lente. Em geral, pode ser realizada sob anestesia local. Dura em média 30 minutos. Na maioria dos casos, o paciente não necessita permanecer internado por mais de duas horas.

Laser na Cirurgia de Catarata

Modernamente a Cirurgia de Catarata passou por uma nova modificação, que nos permite uma cirurgia mais rápida e mais precisa, com resultado visual refrativo muito preciso pelo uso de LASER.

Cirurgias à Laser (com Excimer Laser)

Miopia, Astigmastismo e Hipermetropia

Utilizamos a mais moderna técnica para correção dos erros de refração, através da análise de frentes de onda (Wave Front) gerando maior precisão e segurança nos resultados.

Glaucoma

A cirurgia para glaucoma melhora o fluxo de líquido no olho, aliviando a pressão sobre o nervo óptico. Nesta cirurgia, o médico utiliza-se de laser para criar um furo alternativo na íris, dependendo do tipo de glaucoma que você tiver. A cirurgia pode curar o glaucoma, entretanto danos existentes não podem ser revertidos. Por isso, é fundamental que o paciente procure o tratamento mais cedo possível, a fim de minimizar a perda da visão.

Retina

Há três opções cirúrgicas principais para corrigir o deslocamento da retina. A escolha melhor opção depende do tipo e da severidade de deslocamento.

A Retinopexia Pneumática usa uma bolha de gás para empurrar o rompimento retiniano contra a parede do fundo do olho, podendo ocorrer então a cicatrização. A Introflexão Escleral usa uma fita flexível para empurrar a retina para a parede do fundo do olho. Muitas vezes, o médico drena o fluído que está preso sobre a retina. A Vitrectomia consiste na remoção do gel vítreo e na substituição dele por uma bolha de gás, que aos poucos, serão substituídos novamente pelos fluídos corporais.

Embora estes tratamentos muitas vezes não façam a visão voltar ao normal, eles normalmente evitam que a deterioração ocular continue. Após a cirurgia, o paciente deverá visitar seu oftalmologista e verificar se irá precisar ou não de uma nova prescrição para correção da visão.

Óculo Plástica

A cirurgia plástica ocular (ou óculo-plástica), vem passando por grandes avanços nos últimos anos. Dentre as doenças óculo-palpebrais que podem ser corrigidas através da cirurgia óculo-plástica destacamos: Ptose Palpebral, Bolsas de Gordura (Blefarocalaze), Dermatocalaze, Ptose de Supercílio, Remoção de manchas e sinais e alterações nos cílios.

Além das patologias acima é freqüente a procura por cirurgia estética.

No campo da óculo-plástica, encontramos também a correção para doenças das vias lacrimais.

Vias Lacrimais

É uma especialidade da Oftalmologia responsável por investigar e tratar as causas de lacrimejamento, geralmente provocado por obstrução de via lacrimal. Pode ocorrer em qualquer idade, sendo mais comum em recém nascidos e crianças de até três anos de idade ou adultos acima de 50 anos.

Pterígio

O pterígio é o crescimento de tecido fibrovascular da conjuntiva sobre a córnea. É popularmente chamado de “carne crescida”. Às vezes, é erroneamente chamado de “catarata”.

Estrabismo

O estrabismo corresponde à perda do paralelismo entre os olhos. Existem três formas de estrabismo, o mais comum é o convergente (desvio de um dos olhos para dentro), mas podem ser também divergentes (desvio para fora) ou verticais (um olho fica mas alto ou mais baixo do que o outro). É muito importante que o estrabismo seja diagnosticado nos primeiros anos de vida, pois responde melhor ao tratamento que pode ser clínico ou cirúrgico dependendo do caso.